<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17194197\x26blogName\x3dAg%C3%AAncia+UFG+de+Not%C3%ADcias\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://facomb.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://facomb.blogspot.com/\x26vt\x3d-1697762387792962349', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Agência UFG de Notícias

A Agência UFG de Notícias é um orgão laboratorial do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Goiás. Os alunos responsáveis pelos textos aqui publicados estão cursando o 2º período de Jornalismo. As coordenadoras da Agência são as professoras Rakell Aguiar e Silvana Coleta.

Informações


Últimas Notícias


Blogs


Sites


sexta-feira, outubro 07, 2005


Palestrante aponta novos rumos para a educação

Victor Hugo – Agência UFG de Notícias

O Centro de Ensino e Pesquisa Aplicado à Educação (Cepae) promoveu ontem, quinta-feira, 6, no Campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás (UFG), uma palestra ministrada pela professora Jussara Rocha Ferreira, com o tema “Busca de Novos Modelos de Educação”. Este foi apenas um dos eventos do 1º Encontro Goiano de Professores de Ciências da Natureza e Matemática, que ainda contará com uma mesa redonda, apresentação de trabalhos e minicursos nas áreas de biologia, física e química. O encontro é mais um dentre os vários eventos simultâneos ao IICongresso de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conpeex) da UFG.

A professora Jussara alertou para as principais distorções dos sistemas educacionais atuais, tanto no ensino escolar quanto no superior. Segundo ela, o erro já começa em casa: “o maior entrave para os educadores são os pais, eles estão perdidos”. Para a professora, imersas num mundo consumista, as pessoas não sabem mais criar seus filhos, e os transformam em pequenos tiranos. “A facilidade material transforma a índole do bebê antes de ele ser alfabetizado”, aponta. Dessa forma, as crianças já chegam “educadas” à escola e começam a estudar confusas.

Inteligência biológica

A palestrante ressalta também que a biologia do sujeito deve ser levada em conta no processo educacional. A formação neural do indivíduo e o seu biorritmo devem ser paradigmas para a educação. Nas suas próprias palavras: “devemos resgatar o conceito de corporeidade, coisas básicas como, por exemplo, os horários de funcionamento do cérebro. No ensino, a partir da 3º ou 4º séries, é fundamental a verificação do horário”. É comprovado cientificamente que o adolescente é um ser noturno e, comparando isso com os horários de aula, verifica-se uma diferença substancial.

A educação científica foi um dos pontos mais importantes da palestra. Jussara mostrou que os equipamentos sofisticados são os menos importantes no andamento dessas disciplinas. Ela diz que “trabalhar com educação científica é estar no mundo e atuar sobre ele. Trabalhar os conceitos usando todas as possibilidades de abordagem. Os conceitos estão interligados. A disjunção está na cabeça das pessoas”. Ela expõe também o caráter cidadão das instituições de ensino, no qual o “professor resgata o sujeito como ele é e o resgata para a cidadania. É fácil ensinar desde que se quebrem os preconceitos”.

Para a professora, as aulas devem transformar-se em “bagunças” organizadas. Os modelos “diferentes” devem ser ousados e os professores devem ser transgressores por natureza. “Estamos num momento em que todos questionam a educação e isso é muito positivo”, completa.

Agência UFG de Notícias atualizada às 1:38:00 PM

0 comentando aqui


0 comentários

Postar um comentário

Início


Leiaute da Helen Fernanda.