<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d17194197\x26blogName\x3dAg%C3%AAncia+UFG+de+Not%C3%ADcias\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://facomb.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://facomb.blogspot.com/\x26vt\x3d-1697762387792962349', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Agência UFG de Notícias

A Agência UFG de Notícias é um orgão laboratorial do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Goiás. Os alunos responsáveis pelos textos aqui publicados estão cursando o 2º período de Jornalismo. As coordenadoras da Agência são as professoras Rakell Aguiar e Silvana Coleta.

Informações


Últimas Notícias


Blogs


Sites


quinta-feira, novembro 03, 2005


Assembléia decide os rumos da greve dos servidores da UFG

Larissa Bittar - Agência UFG de Notícias

Na próxima quinta-feira, 3, às 9 horas, haverá uma Assembléia Geral na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás (UFG) na qual os servidores técnico- administrativos decidirão o rumo da greve que já dura 75 dias. Durante a Assembléia os servidores farão uma avaliação sobre a reunião realizada na última segunda-feira, em Brasília, entre Governo e representantes das universidades públicas. O objetivo é discutir o processo de negociação e analisar se as propostas oferecidas pelo governo estão de acordo com as reivindicações feitas pelas entidades.

As 42 instituições que estão em greve pedem o estabelecimento do piso histórico de três salários mínimos e step de 5%, a resolução dos vencimentos básicos complementares - VBC, negociação do resultado dos trabalhos de Racionalização dos Cargos, auxílio à saúde, reajuste do Auxílio Alimentação, aplicação de, no mínimo, 1% da folha de pagamento na Capacitação dos profissionais da Universidade e incentivo à qualificação.

Enquanto ocorria a reunião do último dia 31, em Brasília, alguns funcionários da UFG se reuniram no pátio do prédio da reitoria, localizado no campus II da Universidade, em uma espécie de vigília política. Durante a vigília um trio elétrico, animado pelo cantor Gil, funcionário do Instituto de Artes da UFG, levou um pouco de descontração à manifestação. Estiveram presentes ao local a atual reitora Milca Severino Pereira e seu vice Lázaro Xavier, o futuro reitor Edward Madureira e seu vice Benedito Ferreira Marques e o coordenador sindical adjunto do Sindicato dos trabalhadores da Universidade Federal de Goiás (SINT - UFG), João Pires Júnior.

Segundo João Pires a greve tem gerado grandes prejuízos à UFG. O coordenador afirmou que muitos serviços então sendo ameaçados, como a licitação de recursos para 2005, o atendimento à sociedade e a manutenção dos laboratórios, mas acredita que em breve a situação será regularizada. "Estamos esperançosos para que possamos implementar as resoluções. O atendimento de um ano das reivindicações corresponde a um dia do pagamento da taxa de juros. Sei que podemos ter nossos pedidos atendidos”,concluiu o dirigente.

Agência UFG de Notícias atualizada às 9:08:00 AM

0 comentando aqui


0 comentários

Postar um comentário

Início


Leiaute da Helen Fernanda.